O novo papel do Relações Públicas (RP)

Por 10 de setembro de 2018Marketing
Tempo de leitura aproximado: 4 minutos(Atualizado em: 2 de outubro de 2018)

Para começar vamos deixar de lado todo o conceito de que RP é algo que tenha de ver com eventos, almoços com executivos, envolvimento com a imprensa e assim por diante.

A função de um relações públicas vai além do relacionamento com as organizações, ele busca entender o público como uma estratégia e integra a comunicação adequada para transmitir a mensagem de forma clara e sem os temidos “ruídos de comunicação”.

O RP vem chamando atenção dentro do mercado das mídias sociais pela velocidade com que se adaptam as empresas e a facilidade em conquistar e manter relações, o que impacta diretamente nos nichos de mercado.

Cabe também ao profissional o mapeamento do que o seu público anseia e das críticas pertinentes para tornar harmônico o interesse da empresa com o público.

A construção da imagem de uma empresa também está ligada diretamente a atividade de relações públicas, a imagem não é só conceito, é uma importante forma de relação com a sociedade, ela pode fascinar, apaixonar, mas também pode levar a ruína.

A gestão do posicionamento da marca/empresa perante o mercado e o seu público entram como uma das principais atividades de análise do RP que geram as diferentes dimensões de transmissão da melhor imagem da empresa.

Para o RP além de criar conhecimento, programar ações e planos emergenciais são parte do pacote que traz na sua bagagem.

O ambiente online cada vez mais necessita dessa figura de relacionamento, significa proteger, manter e/ou criar uma boa imagem através da mídia junto ao público.

Afinal todos negócios precisam de uma boa reputação para ter sucesso, que se tornam os pilares da marca ou da empresa.

O desenvolvimento de um planejamento estratégico define os ambientes organizacionais e também chega a um diagnóstico que consegue detectar os pontos fortes e os pontos fracos da empresa, é a chamada comunicação institucional, que traça a filosofia, política, metas, objetivos e a missão da empresa pela qual ele responde.

Se você analisar esse profissional é peça-chave para uma empresa, todas as demandas de comunicação se encaixam no perfil do RP, nele são centralizadas as diferentes demandas comunicacionais que, juntas, afetam a conjuntura do negócio.

O verdadeiro RP mostra uma face polivalente, possui diversas ferramentas para fazer a chamada “ponte” entre os diversos públicos, sejam eles internos ou externos.

É um profissional completo pois alia estratégias, conhecimento de diferentes comunicações, administração, gestão, economia, e a visão holística da organização.

Além das funções básicas da comunicação como a boa assessoria, o gerenciamento das mídias de influência, pesquisas de opinião, eventos, gerencia de crises e mais N características de relacionamentos que o RP domina.

Agora é hora de pensar no que a comunicação da sua empresa realmente precisa. Será que não falta um RP para dar aquela ajudinha?

Gostou do artigo que escrevemos para você? E já que estamos falando de comunicação, que tal correr para o próximo assunto e conferir mais um pouco sobre engajamento no instagram?!

 

Deixe seu comentário
Cleber Iyama

Cleber Iyama

Publicitário, já participou diretamente de campanhas que geraram mais 1 BILHÃO de reais em vendas. Com quase 20 anos de experiência no mercado de mídia é idealizador e criador do método MAC (Marketing de Ação Contínua). Uma de suas campanhas foi caso de estudo de Philip Kotler e Kevin L. Keller em um dos livros de marketing mais vendidos do mundo, "A Bíblia do Marketing" em sua 14º Edição.