Como implementar funil de vendas no seu negócio

Tempo de leitura aproximado: 4 minutos(Atualizado em: 2 de outubro de 2018)

Imagine uma empresa e todas suas etapas de vendas, começo meio e fim, caminhando a passos largos e tentando não perder o ritmo do mercado.

Pois bem, no meio desse caminho é claro que pode-se perder ou deixar algum processo para trás, acarretando perdas significativas no consumo do produto final.

Em outras palavras, nesse trajeto de empresa/consumidor se você não estiver atento a toda etapa que seu cliente se encontra você pode perde-lo a qualquer momento.

Monitorar e acompanhar o cliente é importante, mas você precisa ir além e descobrir o real motivo da busca pela sua empresa.

Aperfeiçoado esse ciclo foi gerado um novo conceito, o funil de vendas.

Para facilitar a compreensão, ele é um modelo estratégico que acompanha e conduz o caminho do cliente desde seu primeiro contato até o fechamento da venda, em alguns casos além dela, a fidelização do cliente.

O objetivo do funil de vendas é criar um mapa com as etapas pelas quais o cliente percorre, e gerenciar esse andamento com as melhores estratégias para cada perfil e nível de maturidade do cliente em relação a decisão de compra.

O funil se resume em 3 etapas principais, a primeira é a etapa (Topo do funil) é da descoberta, quando você atrai a atenção do potencial cliente, despertando o interesse pelo que você está oferecendo. É como diz o ditado, a primeira impressão é a que fica, então use uma abordagem amigável e colete o máximo de dados possíveis do consumidor para adequar a ele estratégia mais coerente ao seu perfil.

Mas lembre-se, agora não é o momento certo de vender, é hora de captar informação para o próximo passo.

Na segunda etapa (Meio do funil) a empresa já identificou a necessidade do cliente e adequou a melhor estratégia para oferecer a solução. O trabalho nessa etapa é enviar mais informações a ele. Tente encaixar o produto (ou serviço) exatamente naquilo que seu cliente espera.

A terceira e ultima etapa (Fundo do funil), é o momento de dar o empurrãozinho e incentivá-lo a escolher seu produto, se posicionando como a melhor solução, sempre alinhando as expectativas da empresa e do cliente. Mostre que você é o parceiro perfeito para ele!

A partir dessa relação de confiança estabelecida com o cliente podemos ir além e incluir uma quarta etapa, a etapa de pós-venda. Muitas empresas utilizam essa etapa para fidelizar o cliente, nesse caso fica a seu critério incluir essa etapa ou não. (Aconselhamos que sim.)

É preciso pensar em estratégias e ações adequado para cada etapa do processo do funil de venda. A jornada do cliente é a nossa jornada também. E só conhecendo cada etapa é que você pode melhorá-la.

 

Deixe seu comentário
Cleber Iyama

Cleber Iyama

Publicitário, já participou diretamente de campanhas que geraram mais 1 BILHÃO de reais em vendas. Com quase 20 anos de experiência no mercado de mídia é idealizador e criador do método MAC (Marketing de Ação Contínua). Uma de suas campanhas foi caso de estudo de Philip Kotler e Kevin L. Keller em um dos livros de marketing mais vendidos do mundo, "A Bíblia do Marketing" em sua 14º Edição.